Sobre o mercado de desenvolvimento front-end

March 25, 2014

Você já deve ter notado que o mercado cresceu demais nos últimos anos. De repente, codificar HTML virou a coisa mais importante do mundo e saber JavaScript transforma você automaticamente em um rockstar.

O interesse das empresas também aumentou bastante. Empresas gringas tem buscado desesperadamente profissionais no mundo todo, inclusive no Brasil. Hoje não é muito difícil ir trabalhar na Amsterdam ou em Bangkok. A mão de obra nestes países está bem escassa. Mal sabem eles que aqui no Brasil o cenário é o mesmo: falta profissionais. Isso é bom, por um lado, pois os novatos ganham importantes oportunidades . Quem se esforça para aprender certo e rápido, se dá muito bem.

Diversos fatores contribuíram para que a revolução acontecesse para que finalmente o dev front-end se tornasse a estrela da vez. E sim, isso é uma REvolução**.

A primeira Evolução

Se você é novo na profissão, pode não ter acompanhado quando a febre dos Padrões Web contaminou todos os devs. Foi um negócio bem incrível de viver.

O cenário do desenvolvimento web naquele início era bem grotesco. Tudo estava começando e ninguém — ninguém mesmo — sabia de verdade como produzir websites. Estou falando de um mercado pós-bolha.

Os usuários usavam browsers ruins. O W3C era mais lerdo que uma tartaruga para avançar com as recomendações e nós, desenvolvedores, sofríamos de todas as maneiras possíveis.
Produzir websites para browsers ruins e uma conexão indecente era uma aventura. É por isso que dou risada quando alguém diz que o Internet Explorer 8 é uma porcaria. Ah! Se ele soubesse como é resolver um bug para o IE3/4…

Foi nesse cenário e em plena guerra dos browsers que o WaSP surgiu. O WaSP era composto de designers e desenvolvedores que estavam cansados de produzir websites de maneira espartana. Algo precisava acontecer, precisava mudar. Tudo precisava ser derrubado para algo novo se reerguer. Eles fizeram exatamente isso. A evolução foi iniciada nas trincheiras.

Hoje o mercado está no patamar atual muito por causa da iniciativa desses poucos profissionais inconformados. Este foi um fator importante, que abriu a trilha para o caminho correto. Vamos aos outros pontos.