April 6, 2018

Férias em Roma: 26 observações sobre a cidade e seus costumes

Passei 10 dias de férias em Roma com a minha esposa. A viagem é incrível e nesse pouco tempo deu pra perceber alguns dos costumes da cidade e das pessoas. Você pode ver algumas fotos aqui no meu perfil do VSCO.

Essas são algumas das minhas observações:

  1. Eles evitam entregar ou pegar o dinheiro na sua mão. Geralmente colocam no balcão.
  2. Ninguém paga ônibus, mesmo com risco de multa. Essa coisa foi bem estranha no início. Funciona assim: você compra um bilhete que pode ser usado quantas vezes você quiser em todos os transportes durante um espaço de tempo. Se você estiver num ônibus e um fiscal entrar, ele pode exigir ver seu bilhete. Se você não estiver com o bilhete ou o bilhete não estiver validado naquele ônibus, você leva um sermão e ainda tem que pagar uma multa na hora. Mesmo com esse risco, vi poucas pessoas validando o bilhete. Mas vi três fiscais abordando algumas pessoas. Foi bem chato.
  3. Eles estacionam em QUALQUER lugar que caiba o carro. E eles estacionam o carro de qualquer jeito: estacionam na esquina, com a roda na calçada, na rotatória, em cima da faixa de pedestres, na área reservada para o ônibus parar… não há limites. :-)
  4. Tem carro de tudo quanto é montadora. Na França a grande maioria dos carros é Citröen ou Peugeot. Aqui você encontra carro de tudo quando é marca: Opel, Lancia, Fiat, Peugeot, Ford, Citröen, Alfa Romeo, Audi, BMW, tem de tudo. Mas o que eu mais vejo é Smart. A galera curte muito carro pequeno. Ah, não vi ainda carro da Chevrolet.
  5. Tem muita moto. Scooter, Vespa, BMW, Peugeot, mobilete, etc…
  6. Os transportes são bem pontuais. Poucas vezes o trem, metrô ou ônibus atrasaram.
  7. Quando eles percebem que você não fala italiano, eles continuam falando em italiano e você que se vire para entender. Em lugares cheio de turistas é tranquilo, mas se você é como eu que gosta de sair andando sem rumo pela cidade, quando você chega num lugar onde os turistas não vão, os atendentes e funcionários dos estabelecimentos não manjam de inglês, aí fica aquela conversa de louco. :-)
  8. Eles ficam bravos quando precisam explicar duas vezes a mesma coisa. Claro que você não leva um soco na cara. Mas você percebe que a pessoa ficou de saco cheio.
  9. Ficam bravos se te atendem e você não leva nada. Em toda loja que eu pedia informação sobre um produto ou pedia para experimentar uma roupa, mas não levava nada, eles bufafavam um pouco. :-)
  10. Tem jovens em todo canto. De dia, de noite, no shopping, nos cafés, nos terminais, todo lugar tem adolescente.
  11. O macarrão é bom, mas a pizza é MUITO melhor. To na dúvida se a pizza em SP é melhor, mas a pizza daqui é bem ótima. Não tem milhares de sabores como no Brasil, e não é cheia de recheio… tudo na medida.
  12. O Metrô é feio, sujo, fedido, mas funciona perfeitamente. O de SP é infinitamente melhor.
  13. Há barulho de ambulância o tempo inteiro. Não importa onde eu estava, frequentemente eu ouvia barulho de ambulância.
  14. Quase nada fica há mais de 40 minutos usando qualquer transporte público. Uma ou duas vezes eu levei mais de 40 minutos pra chegar em um lugar, de resto levei entre 20 e 30 minutos.
  15. É possível fazer quase tudo a pé. Se você gosta de andar, vai fundo! Eu fiquei num bairro onde o coliseu ficava 40 minutos a pé ou 15 minutos de ônibus. Se você gosta de conhecer a cidade, andar a pé é uma ótima opção. Fizemos isso durante os 4 primeiros dias, depois ficamos só viajando de ônibus.
  16. As farmácias são bem legais. Tem de tudo e varias em todo lugar.
  17. A Fontana de Trevi fica cheia o dia e a noite inteira. Não tem jeito…
  18. A basílica de San Paolo é incrível!
  19. A dica é chegar cedo em TODOS os pontos turísticos. Você ganha uns 30 minutos de paz. No coliseu entramos com o RomaPass. Não tinha quase ninguém na fila e chegamos antes dos portões abrirem. Ficamos praticamente 25 minutos sozinhos no coliseu sem nenhum turista atrapalhando as fotos… depois foi o inferno.
  20. Se tiver que escolher uma igreja pra ir, vá na Basílica de São Pedro. Sim, eu sei, ela não fica em Roma mas no Vaticano, mas não tem jeito, ela é a melhor Basílica que eu já visitei. em Roma, pra mim, é a de São Paulo.
  21. Quase não vejo ninguém fumando. Mas é engraçado: mesmo não vendo ninguém fumando, tem bituca de cigarro em tudo quanto é canto.
  22. Sempre tem gente praticando exercícios. Em todo lugar tem gente correndo, não importa se o lugar é um ponto turístico cheio de gente, sempre tem alguém correndo no frio.
  23. Tudo passa pela estação Termini, que é a estação central de Roma. É incrível: não importa para qual sentido você vai, de algum modo você vai passar pela estação Termini. Todos os caminhos levam à Roma Termini.
  24. A cidade tem muita gaivota. Sei lá por qual motivo, mas tem gaivota voando por todo lado! :-)
  25. Arancins tem cara de coxinha, mas não é coxinha! É um bolinho de arroz com carne seca. Mancada… pedi e fui seco. :-/
  26. Voltamos para o Hotel varias vezes perto da uma da manhã, nenhuma das vezes me senti com medão de ser assaltado ou algo assim. Embora alguns lugares parecessem ser bem feios a noite, era bem tranquilo andar. Eu andava com o celular na mão o tempo inteiro de boa.

Sobre Vaticano, Florença e Pisa:

  • A torre de Pisa é bonita, a cidade é minúscula, mas muito agradável. Não gaste mais do que 3 horas na cidade.
  • A Basílica de São Pedro é INCRÍVEL, a ida ao Vaticano vale a pena só por causa dela.
  • Os museus do Vaticano são impressionantes.
  • A Capela Sistina é linda, mas depois que conheci, não achei grande coisa. 😢
  • Florença é bem parecida com Roma, mas muito menor.
  • A Basilica Cattedrale Metropolitana di Santa Maria del Fiore é incrível por fora, mas eu me decepcionei quando entrei. Nao tinha nada pendurado, nenhuma escultura, quadro, nem nada. Era bem escura e não era nada elegante. Mas vale muito a pena subir na torre. A parte da arquitetura da Basílica é INCRÍVEL.
  • O Museo dell’Opera del Duomo vale bem a pena. Lá tem toda a historia de como a Basilica Santa Marja del Fiore doi feita, principalmente seu domo.

5 dias em Roma são mais do que suficientes. Se eu fizesse a viagem novamente, eu ficaria uns 4 dias em Roma, depois iria para Florença, e de lá viajaria para outras cidades como Bologna, Milão, Napoli, Veneza, Arezzo, etc. acho que valeria muito mais a pena. Depois do sexto dia, nós ficamos caçando algumas coisas pra fazer. Logo, 10 dias é muito tempo, 4 dias é corrido, 5 dias é o ideal.