diegoeis.com

April 27, 2022

Anotação - Por que bons lideres te fazem se sentir seguro

Esse texto foi publicado primeiramente na minha newsletter.


Aqui na Sympla todos fazem projetos de desenvolvimento pessoal. Os famosos PDI - Plano de Desenvolvimento Pessoal. Não importa qual sua responsabilidade ou cargo. Eu sou bastante autônomo e confesso que nunca acreditei nesse tipo de tarefa. Mas passei a confiar mais nisso nos últimos anos, por que se um PDI é bem feito, e bem orientado, você entende que na verdade o que se pede para fazer não é uma simples tarefa de “desenvolvimento”, mas uma resposta para melhorar a forma com que outras pessoas te percebem.

O meu PDI tem muito a ver com liderança, exatamente pela minha responsabilidade da empresa. Então, levo muitas porradas sobre comportamento, comunicação… sobre como perceber as pessoas.

Uma das minhas tarefas foi assistir um vídeo sobre Liderança do Simon Sinek. Abaixo, seguem minhas anotações sobre o assunto. Você pode assistir a palestra aqui - Simon Sinek: Why good leaders make you feel safe | TED Talk.


Capitão William Swenson, ele ganhou a medalha de honra em setembro de 2009, nesse dia as tropas americanas no Afeganistão, ajudou a proteger um grupo de oficiais afegãos do governo. Tiveram uma emboscada. Ele correu no meio dos tiros para salvar algumas pessoas e uma dessas pessoas era um sargento. Um dos médicos que estavam lá, estava com uma câmera gopro na cabeça, gravando tudo. Isso mostrou o Capitão Swenson correndo com o amigo nos ombros, com um tiro no pescoço. Eles colocaram no helicóptero e você o Swenson dando um beijo no amigo, e depois saindo do helicóptero e indo resgatar outros.

De onde vem essas pessoas? Por que pessoas tem esse tipo de sentimento? Pessoas que tem a vontade de sacrificar a si próprios por causa de outras pessoas. Elas são apenas pessoas melhores, que tem um conceito de serviço… isso é errado. O que eu aprendi ‘é que o ambiente é maior e mais importante.

O Simon Sinek perguntou para algumas pessoas que já fizeram coisas heroicas: por que você faz isso?
E todas as respostas responderam algo parecido. Elas responderam que elas fazem por que sabem que outras pessoas fariam a mesma coisa por elas.
É um sentimento profundo de confiança e cooperação. De coletivismo gratuito.

O problema com o conceito de confiança e cooperação é que eles são sentimentos, não instruções. Eu não posso simplesmente dizer para você “Confie em mim” e esperar que você o faça 100% sem ter qualquer tipo de prova ou qualquer tipo de evidencia dos motivos pelo qual você confiaria em mim. Aliás, eu não posso confiar em você se eu não tiver qualquer tipo de evidencia ou impulso de que eu quero que você confie em mim. De que eu quero que você esteja ao meu lado.

Eu não posso instruir pessoas a cooperar ou confiar. Essas coisas são sentimentos. E de onde vem esses sentimentos? Quando ainda estávamos vivendo nas cavernas, existiam muitos perigos. Nós não sabíamos de onde viria a próxima ameaça. Poderia ser uma onça ou uma tempestade. Então, nós precisávamos de outros para que pudéssemos ter ajuda, não apenas para sobreviver, mas também para prosperar. Nós nos tornamos animais sociais. Então, criamos um círculo de segurança. A tribo. Uma tribo nos ajuda a dormir bem a noite, sabendo que tem outras pessoas vigiando por perigo.

O mundo hoje ainda é assim. Embora não estejamos no meio de uma floresta desconhecida, nós temos perigos modernos que nos obrigam a acreditar em outras pessoas, esperando cooperação e segurança, para elas nos ajudem a ultrapassar por momentos difíceis e ter sucesso. O trabalho, casamento, relacionamentos pessoas, os negócios, estudos, projetos pessoais, economia, política, racismo, preconceito e tantas outras variáveis que nos direcionam para momentos de insegurança. Por isso, precisamos de pessoas que podem nos complementar e que nos fortalecem, física e psicologicamente. Nós não temos controle algum sobre essas forças. Elas são constantes e não vão sumir de uma hora para outra.

A única variável dentro desse círculo é a liderança. Quando a liderança coloca a segurança das pessoas dentro de círculo como primeiro lugar, coisas interessantes acontecem. As pessoas ficam mais tranquilas para trabalhar, para alcançar seus objetivos, sem ter que se preocupar com problemas que as deixam inseguras, por que elas sabem que tem alguém cuidando para que elas se sintam seguras e que as ameaças fiquem longe.

Uma das características de sucesso mais importantes da Southwest Airlines não é que eles contratam pessoas melhores, é por que as pessoas que estão lá não temem seus líderes.

Se as pessoas precisam gastar toda sua energia para se proteger de perigos, não apenas das ameaças que já citamos, mas também se proteger de pessoas que estão ao seu redor, pessoas essas que elas deveriam confiar para ter segurança, não há sucesso. E aí criamos uma organização fraca. Criamos uma família fraca. Criamos relações fracas.

Uma comparação que podemos fazer de um bom líder é que eles devem ser como bons pais. Bons pais procuram uma boa educação para seus filhos, dão segurança e disciplina quando necessário. Definem limites e os ajudam a entender esses limites. Tudo o que eles precisam para crescer e seguros de si. Com liderança é a mesma coisa.

Charlie Kim era CEO de uma empresa chamada Next Jump em Nova York. Ele fez uma observação de que se você tem tempos difíceis com sua família, você já considerou demitir um de seus filhos ou outro familiar? Acho que ninguém pensa nisso. Por que então consideramos mandar pessoas embora de dentro da nossa organização?

Charlie implementou uma política de emprego de toda vida, onde se você tem problemas, eles te dão suporte para superar esses problemas, sejam eles dentro ou fora da empresa. Do mesmo jeito que deveríamos fazer com os nossos filhos. Isso é o contrário que outros líderes fazem. Tipo CEOs de grandes bancos que tem salários e bônus desproporcionais. Não é o valor que eles ganham, mas é que muitos deles violam a essência mais importante de liderança. As pessoas sabem que elas estão se sacrificando pelos interesses próprios desse tipo de liderança. Pior: eles sabem que esse tipo de líder sacrificaria as pessoas por causa dos seus próprios interesses. Tudo sobre confiança e cooperação.

Líderes nunca sacrificam as pessoas para salvar números. Eles sacrificam os números o mais cedo possível para salvar as pessoas. Quando as pessoas percebem que os líderes colocam confiança e cooperação em primeiro lugar, quando eles colocam as pessoas em primeiro lugar, as pessoas começam a fazer o mesmo. Elas começam a trocar experiências e começam a colocar os outros em primeiro lugar dentro da nossa companhia. Isso é importante, porque as pessoas começam a ter um senso de sacrifício próprio pelos outros que estão ao seu lado. As pessoas começam a se ajudar.

Liderança é uma escolha. Não é um rank. Existem muitas pessoas nos níveis altos das empresas não são líderes. Eles são autoridades e nós fazemos o que eles mandam, por que eles têm autoridade sobre nós. Mas nós não os seguiríamos.

Nós chamamos pessoas de líderes por que eles se colocam por último para nos colocar em primeiro lugar. Logo, as pessoas que estão sendo lideradas irão se sacrificar pela visão e missão que aqueles líderes estão perseguindo e vão querer se doar para alcançar esses objetivos. Eles darão suor, lágrimas e dor para que isso seja atingido. E aí, ao perguntarem para essas pessoas “Por que você dá lágrimas e suor para alcançar e seguir essa visão?” e todos eles irão responder a mesma coisa: “por que eles fariam a mesma coisa por mim”.

Livro Gestão Moderna de Produtos Serviços Digitais.

O Produto Digital como um meio de entregar valor para o usuário e para o negócio.

Ver mais