diegoeis.com

January 21, 2022

Meu review anual de 2021

Eu tento metrificar quase tudo o que eu faço (obviamente só o que não dá trabalho, ou seja, o que dá para ser automatizado). Esta é uma forma de me manter motivado com alguns assuntos além de conhecer um pouco mais dos meus hábitos. Eu escrevo de vez em quando sobre isso aqui na categoria Produtividade e Dados Pessoais, onde eu conto um pouco sobre como eu monitoro meus dados e quais os serviços e ferramentas que uso (ou usava) pra fazer isso.

Esse hábito é importante para mim por uma série de motivos:

  • Me permite escapar da adaptação hedônica, onde voltamos sempre para um nível estável de felicidade e acomodação independente das coisas boas ou ruins tenham acontecido durante o ano;
  • Entender o que eu fiz bem esse ano, o que eu devo continuar fazendo, o que eu devo parar de fazer, em que eu posso me focar mais ou menos;
  • Me ajuda a refletir mais sobre milestones de curto e médio prazo;
  • Me permite contemplar o que eu construi durante o ano, sobre o como estou desenvolvimento minha vida e carreira, me forçando sobre como eu posso ser melhor no próximo ano;

Nesse artigo, vou tentar compilar como foi o meu ano de 2021 em números.

Fiz um pequeno menu pra você navegar melhor pelo conteúdo:

TL:DR; para os apressados

Resumo dos milestones.

  • Meu filho fez 2 anos;
  • Emagreci algo em torno de 15Kg;
  • Fui promovido na empresa;
  • Fiz pelo menos 27 palestras;
  • Recebi pelo menos 16 ofertas de emprego com cargo de Head para cima (muitas oportunidades de CPO)
  • Me formei (sim, pois é…);
  • Comecei a escrever outro livro;
  • Li minha meta de livros;
  • Product Oversee ainda está de pé e saudável;

O que foi ruim?

O que pegou muito, principalmente no final do ano foi o estresse e cansaço mental. Não separei tempo para mim, não consegui me concentrar em muitos projetos pessoais, nem na família. Basicamente trabalhei e nesses últimos 3 meses fiquei basicamente improdutivo quando se trata de escrita.

Partiu para os detalhes…

Livros e leitura

Faz alguns anos que eu tenho colocado uma meta de leitura de livros durante o ano. Não que essa meta seja algo marcada em pedra, mas ter uma meta me ajudava a manter o ritmo de leitura. Em 2019 eu cravei a meta de 20 livros e esse ano não foi diferente. É algo bem factível de se alcançar, é uma rotina bastante saudável pra quem gosta de ler frequentemente e não fico tão ansioso em tentar alcançar a todo custo.

Ano que vem acho que vou manter uma meta bem baixo, não mais do que 10, que é para me focar em fazer exercícios e a escrita do meu próprio livro, que já vai me demandar muito tempo de leitura.

Para extrair os meus dados de leitura, eu uso o Goodreads (a minha rede social predileta junto com Twitter). Me segue lá.

O resumo que o Goodreads monta automaticamente pode ser visto aqui:
https://www.goodreads.com/user/year_in_books/2021/50891723.

Alguns dados rápidos:

  • Li 4,475 páginas;
  • Foram 20 livros;
  • O maior livro foi tinha 516 páginas, foi o Conan, o Cimério - Livro 3.
  • O menor tinha 65 páginas. Foi Outcomes over Output. Todos que trabalham com gestão de produtos deveria ler;
  • O primeiro livro que li no ano foi “Os contos de Aia” da Margareth Atwood
  • Dei uma nota de média de 3.6 estrelas em 2021. Eu sou meio rígido com notas de avaliação. Para ser 5 estrelas, o livro tem que ter explodido minha cabeça de tal forma que eu me sinta impelido a mudar meus hábitos, pontos de vista, forma de pensar e etc. Se não, é 4 estrelas pra baixo.

Música

Bom, eu uso o Last.fm desde 2004. Todos os apps de músicas se integram com ele, então, esses dados são capturados sem nenhum esforço. O report anual dele é incrível.

2021

Eu ouço pouca música. Vivo fazendo reuniões, então, fica difícil ouvir música durante o trabalho. Costumo ouvir mais a noite, antes de dormir.

Alguns highlights:

  • Ouvi só 10 dias de música. Em 2020 foram 14 dias;
  • O The Smiths foi a banda que mais ouvi;
  • 32% das minhas “ouvidas” são de novos artistas (2020 foram 45%);
  • Ouvi 54% novos albuns, versus 64% em 2020;

Eu também uso o Deezer como app de audio padrão. Assim como os outros concorrentes, o Deezer faz um catadão do ano e me mostra alguns dados de como foi meu ano. O resumo segue abaixo:

Eu também uso o Deezer como app de audio padrão (haters gonna hate). Assim como os outros concorrentes, o Deezer faz um catadão e me mostra alguns dados de como foi meu ano. O resumo segue abaixo:

  • Ouvi pouco, basicamente 1600 músicas, que dá 10746 minutos;
  • Minha top 5 músicas foram:

    • Please Please Please, Let Me get what I Want - The Smiths - Tocada 17 vezes
    • Picutres Of You - The Cure - Tocada 16 vezes
    • Smells Like Teen Spirit - Nirvana - Tocada 16 vezes
    • She - Green Day - Tocada 15 vezes
    • What If I Do? - Foo Fighters - Tocada 14 vezes
  • O Deezer me disse que eu ouvi On Impulse do John Coltrane antes de 91% de todos is ouvintes;

  • Eu ouvi 661 artistas diferentes em 2021, essa é a lista dos top 5:

    • The Smiths, ouvindo 12 horas
    • U2, com 11 horas (por incrível que pareça ficou em segundo)
    • Legião Urbana (chora jovens), ouvindo 9 horas
    • Red Hot Chili Peppers ouvindo 9 horas
    • Bon Jovi, ouvindo 8 horas

Mas o que me impressionou mesmo foi que embora eu tenha ouvido só 11 horas de U2, o Deezer me disse que eu sou Top 1% dos superfans de U2 na plataforma. Bom, deve haver pouquíssimos ouvintes no Deezer ou eles usam mais métricas pra formar esse indicador… vai saber.

Palestras e Mentorias

Esse ano deixei de fazer mentorias, pelo menos por enquanto. Em 2020 dediquei muito tempo pra isso. Esse ano iria ser impossível fazer a mesma coisa. Mesmo assim, dediquei algum tempo pra palestras. Fiz uma média de 2.25 palestras por mês esse ano, sendo que em Novembro foram 5 palestras.

Abaixo seguem algumas das empresas das quais eu falei. E se você quiser eu fale aí pro seu time, me dá um toque.

  • banco Bari
  • Faap
  • Podcast academia Tech
  • Awari
  • Journey MasterClass
  • Product Gurus
  • Nova Escola
  • Youcom lojas renner
  • Sympla
  • RocketSeat
  • Asas
  • Biz
  • 99 UX Talks
  • Enjoei
  • Journey
  • VHSYS
  • Journey
  • Gerdau (interna)
  • World Product Day
  • Live Product Gurus
  • PlayKids (interna)
  • Product Web Week
  • Live Mestre GP
  • Netshowme
  • Conversa com Time
  • Product Talk - Pagseguro

Você pode ver os slides das palestras que faço aqui.

Side Projects

Hoje tenho 3 side projects:

  1. Livro sobre desdobramento de estratégia de produtos digitais;
  2. Product Oversee
  3. Eis a Newsletter

O livro está devagar, vou retomar provavelmente em Fevereiro e quero lançar no segundo semestre de 2022. Não engatei ainda por falta de tempo e energia. Mas, é um grande milestone para mim, então, vou fazer. Mas pra falar a verdade, ainda não consegui encontrar uma espinha dorsal.

Product Oversee está bastante bem. Nossa Newsletter está com mais de 3500 assinantes com uma taxa de abertura de 35%. E ainda tem 13 pessoas contribuindo para gente expandir o projeto.

Esse pico aí no gráfico, é por que estávamos testando o Revue do twitter… Aí passamos um tempo lá, depois decidimos voltar pro Substack. Aí importamos os contatos.

A minha newsletter é infrequentemente publicada as sextas. Mas eu troquei o blog pela newsletter e mudei meu site para que seja muito mais uma apresentação sobre mim, do que no blog. O blog agora virou apoio. A Newsletter bateu mais de 1030 assinares agora em Dezembro! :-)

Vida profissional

Entrei aqui na Sympla em Março de 2020, como Head de Produtos Digitais, que é uma área dentro da unidade de negócios de eventos presenciais, que é responsável pelos produtos para Teatros, Museus, Casas de Shows, Parques e etc.

Em Outubro, me deram a oportunidade para assumir de liderança da Unidade de Negócios de Eventos Online, então, assumi como Head de Eventos Online e a partir daí segui na área de negócios e estratégia, mas ainda conectada a produtos de uma certa forma, já que nessa unidade Produtos é core.

Mas, no meio de 2021, a Sympla passou por uma transformação grande (ainda está passando) e fui convidado assumir a direção de produtos digitais, dado que o Davito, querido fundador argentino fofo, se aposentou. Desde então, estamos nesse desafio gigante de estruturar, mudar, quebrar paradigmas e trazer mindset de produtos para Sympla.

Um ano muito bom e privilegiado profissionalmente dado as consequências e cenários que a pandemia criou. Muito grato pela Sympla.

Saúde

Há uns 5 anos atrás eu emagreci algo em torno de 25kg. Eu tinha chegado no pico de 117kg. Fiz um low-carb e cheguei até 92kg. O tempo passou, eu desandei, e cheguei aos 109 novamente.

Esse ano eu não tava mais aguentando me ver gordão e letárgico… decidi dar um basta. No primeiro semestre eu fiz um Low Carb, perdi 7kg nessa brincadeira. Mantive durante um tempo, mas não fiquei satisfeito. Aí, minha mulher, na brincadeira, me indicou uma dieta chamada Metabolic Balance. “Vi uns vídeos no youtube”, encontrei um “coach” e comecei a fazer. Saí de 102kg para 91 (até agora).

A ideia é que conseguir ficar que nem o Henry Cavill, meu ídolo. :-D

A Metabolic Diet é uma “dieta” focada em reeducação alimentar individualizado. Eu tive que fazer exames de sangue para que eles pudessem me indicar os alimentos que mais se adequam ao mesmo metabolismo. O processo todo é dividido em 4 fases, e estou na 2º fase ainda. Exercícios só foram liberados agora em Dezembro e a refeição “lixo” só uma vez por semana (liberado agora em Janeiro).

Tive uma diminuição drástica de medida também. Minha linha abdominal saiu de 116cm para 101cm.

A dieta é MUITO mais fácil de levar que a Low-carb. Eu não tive explosão de fome e é bem menos restritiva. Eu não comia frutas na low-carb, já na metabolic balance eu como várias frutas (aliás, sou obrigado a comer uma maçã por dia, que eu ignoro na maior parte das vezes… não sou perfeito, foi mal), principalmente pela manhã.

Concluindo

Esse tipo de artigo é muito mais importante para mim do que pra você, eu sei. Mas ainda assim eu recomendo pra todo mundo fazer esse tipo de exercício: mensure e estude seus dados. Não somente para medir sua performance ou desempenho, mas para ter uma ideia se você está realmente se direcionando para seu objetivo profissional/pessoal, ou se está só perdendo tempo. É também uma maneira para medir quanta coisa “útil” você produziu, diminuindo a cobrança e se dar tempo para relaxar com a tranquilidade com o sentimento de dever cumprido.

Outros anos:

Livro Gestão Moderna de Produtos Serviços Digitais.

O Produto Digital como um meio de entregar valor para o usuário e para o negócio.

Ver mais